Nicho: Qual a sua importância e como decidir o seu?

Você já tem seu nicho definido? 

Ainda não definiu seu nicho? Isso não é exclusividade sua, já que muita gente tem dificuldade em fazer esse recorte.  

Mas é importante você saber que escolher o seu nicho vai te trazer a possibilidade de ser referência em algum assunto.

Isso porque, quando delimita o assunto do qual vai falar sempre, você tem mais possibilidade de criar autoridade e ser especialista nele. E é isso que as pessoas buscam. 

 

O que é nicho?

Nicho é uma parcela do mercado em que se enquadra a sua persona. Ou seja, é a área de atuação que você vai escolher para atuar e prestar um serviço ou oferecer produtos.

Esse conceito é muito importante porque vai te ajudar a direcionar intencionalmente e estrategicamente suas ações e posicionamento para que as pessoas possam te reconhecer como autoridade.

Isso faz com que os seus clientes ideais (sua persona) percebam sua marca como a solução para um problema seu ou alguma desejo que ela tenha.

 

Por que é tão difícil escolher o seu?

A grande dificuldade das pessoas em escolher o nicho, porque elas têm medo de perder clientes por isso. Mas se você escolhe algo que não ama fazer, a possibilidade de você desistir ou não ter sucesso é muito grande. Não acha?

Então, você precisa fazer algo que ama. 

O autor Jacob Pétry do livro “O óbvio que ignoramos”, fala da Lei da Tripla Convergência. Nela, Jacob diz que é preciso escolher um nicho dentro da nossa paixão, porque isso pode se transformar em renda com muito mais intensidade.  

E sabe por que isso funciona? Porque você coloca toda a sua energia no que faz e consegue se dedicar e ser verdadeiro na sua jornada. 

 

Tipos de nicho

A fim de te ajudar a se situar, aqui vão alguns tipos de nichos que você pode escolher: 

  1. Animais e plantas; 
  2. Apps e software; 
  3. Casa e construção; 
  4. Culinária e gastronomia; 
  5. Desenvolvimento pessoal; 
  6. Design; 
  7. Direito; 
  8. Ecologia e meio ambiente; 
  9. Educacional; 
  10. Entretenimento; 
  11. Espiritualidade; 
  12. Finanças e investimentos; 
  13. Geral; 
  14. Hobbies; 
  15. Idiomas; 
  16. Internet; 
  17. Literatura; 
  18. Moda e beleza; 
  19. Música e artes; 
  20. Negócios e carreira; 
  21. Relacionamentos; 
  22. Saúde e esportes; 
  23. Sexualidade; 
  24. Tecnologia da informação.

Obviamente pode haver ramificações dentro desses nichos, e quanto mais específico o seu nicho for melhor, pois mais clara será a sua comunicação com as pessoas. 

Sendo assim, a clareza pode ajudar você fundamentalmente a vender seu produto ou serviço de forma mais efetiva.

 

Mudar de nicho pode?

Você até pode trocar de nicho se não sente que esse é o seu caminho. Ou seja, isso acontece em alguns casos, por isso é possível você fazer esse reposcionamento em algum momento da sua vida profissional.

Quer saber um pouco mais sobre posicionamento? Clique aqui e leia o artigo sobre Branding!

Porém, vai aqui um alerta! 

Ficar trocando de nicho muitas vezes é prejudicial, porque descredibiliza sua imagem e altera sua reputação. Está tudo bem você trocar de nicho se isso não é a sua paixão, porém não funciona fazer isso sempre.   

Então reflita, pense e escolha com verdade e clareza. E, por fim, lembre-se: seu nicho vai te acompanhar a vida toda! 

 

Espero ter te ajudado!

 

Até a próxima,

Gabi Archetti.