Empreendedorismo feminino: vamos pensar sobre isso?

Empreendedorismo feminino: dificuldades e estratégias

Já parou para pensar no quanto é difícil para uma mulher empreender? Sem dúvidas, muito mais do que para os homens.

Você sabia que apesar de terem um nível de escolaridade 16% superior aos homens, as mulheres empresárias continuam ganhando, em média, 22% menos?

E que em comparação aos homens, a taxa de conversão de “empreendedoras” a “donas de negócio” é 40% menor, pois as mulheres têm maiores índices de desistência.

E mais: 53% das empreendedoras brasileiras precisa equilibrar a vida com horários flexíveis porque têm filhos e precisam conciliar tarefas domésticas e vida profissional.

Sim, tudo isso gera uma grande probabilidade de a mulher que empreende desistir do seu negócio.

Sobre isso, algumas pesquisas revelaram 5 pontos em que estão grandes obstáculos para o empreendedorismo feminino, especialmente no Brasil:

 

1. Fazer networking

Uma pesquisa recente divulgou que as mulheres brasileiras são as que têm mais dificuldade em se relacionar de forma profissional. Isso pode ser um grande obstáculo porque networking é uma das armas mais poderosas no mundo do empreendedorismo.

 

2. Falta de apoio

Muitas vezes, as mulheres se sentem sozinhas, seja pela falta de apoio do parceiro, de amigos e até familiares. Mas você não precisa do apoio de ninguém para ser livre e seguir seu próprio caminho. Então, a dica é: invista no seu negócio, em você e esqueça o resto.

 

3. Conciliar responsabilidades e tarefas

Nós, mulheres, sempre somos “empurradas” a fazer tudo, em todas as áreas… e a dar conta de tudo também. Quando a gente tenta empreender, isso vem à tona. Conciliar casa, marido, filhos e trabalho muitas vezes parece tarefa impossível. Por isso, muitas mulheres acabam desistindo. Mas, daí vem a próxima questão também.

 

4. Delegar tarefas

Quando a gente empreende, é muito comum querer fazer tudo, mas chega uma hora que não dá mais. Então, se você tem dificuldade em delegar tarefas e está precisando de mais tempo para as coisas importantes do seu negócio que dependem diretamente de você, está mais do que na hora de “passar o bastão” para outras pessoas fazerem outras tarefas gerais.

 

5. Não ter fé em si mesma

Historicamente, as pessoas acabam desacreditando no potencial das mulheres em muitas áreas, por isso a gente vê muitos nichos com inflados de homens. O resultado disso são mulheres que não acreditam e si mesmas e no seu potencial. Mas fala a verdade: a gente pode tudo e muito mais, não é?

 

Precisa de ideias para empreender? Clica aqui e confira 5 ideias para começar hoje!

Como mudar essa realidade, empreendedora?

1 – Invista em você

2 – Acredite no seu potencial

3 – Não escute o que os outros falam

4 – Planeje suas ações

5 – Seja intencional

6 – Tenha disciplina

7 – Tenha foco

8 – Tenha fé em você

8 – Não se conforme

9 – E ocupe o seu lugar

Agora, comece a dar um check em cada um desses pontos. Esse é o mês em que se comemora o empreendedorismo feminino e, nada mais justo do que começarmos a levantar essa bandeira de maneira mais consistente.

Apoiar uma amiga empreendedora pode fazer toda a diferença na vida dela. Então, se você que está lendo esse post hoje não é uma empreendedora, valorize e apoie aquela amiga.

E se você é uma empreededora, essa é a hora.

Não desista. Não se conforme. Tenha fé em você e no seu projeto todos os dias.

 

Espero ter te ajudado!

Até a próxima,

Gabi Archetti.