Como escolher o nome da sua empresa?

Usar o nome pessoal ou um nome criado: como escolher o nome da sua empresa?

Você anda pensando nisso?

Muitas pessoas estão passando pela mesma dificuldade, e está tudo bem. Na verdade, a maioria das pessoas tem dificuldade nisso porque não tem um objetivo e uma visão de longo prazo bem definidos.

Realmente não é uma decisão fácil, mas que precisa ser tomada.

Então, esse post é para te ajudar a pensar qual é a melhor opção pra você levando em conta os seus objetivos e a sua visão de longo prazo.

 

Reflita sobre o futuro

Antes de tudo é importante que você pense no seu objetivo a longo prazo e tenha uma visão clara sobre isso.

Tudo aqui envolve decisão. Então, você precisa decidir o seu objetivo e a sua visão para pode escolher algo que perdure.

Para fazer essa reflexão, você pode fazer algumas perguntas que vão nortear as suas ideias e clarear alguns pontos:

  1. Como o seu nome pessoal se colocaria no mundo dos negócios? Ele funcionaria?
  2. Você conseguiria suportar problemas e dificuldades (emocionalmente e racionalmente) em tempos de crise?
  3. Seu nome pessoal te ajudaria a transitar em outros segmentos e ajudar na abertura de novos negócios?

A partir disso, você precisa pensar no externo. Como a marca vai se comportar aos olhos dos outros.

 

A escolha do nome da sua empresa também depende dos outros

Como o seu negócio vai se comportar diante do mundo e dos eventos?

Essa também é uma pergunta fundamental, porque a gente precisa sempre lembrar que a nossa marca não é para a gente, mas para o mundo, e são os outros que nos percebem.

A partir disso, dentro do mercado, dependendo do seu nicho, estar perto de outras marcas gigantes pode levar o seu nome pessoal a ficar pequeno demais.

Mas se você tem um nicho mais pessoal como arquiteto, artista, nutricionista, coach etc., talvez o seu nome pessoal funcione perfeitamente.

Então pense:

Quando a sua marca for grande e você for participar de eventos, o seu nome vai funcionar?

 

Escolher o nome errado para sua empresa pode impedir que você a venda no futuro

Ninguém cria uma marca pensando em vendê-la (talvez sim), mas de todo modo, em geral, você cria algo para que você possa ter um negócio e viver dele. Mas pode acontecer de ser um sucesso muito grande e outras empresas ou marcas pessoais querem comprá-la. E aí?

E se você quiser vender a marca no futuro?

É importante você se perguntar:

  1. Se sua marca fizer muito sucesso e quiser vendê-la?
  2. Será que alguém compraria uma empresa com o seu nome?

Então, você também precisa pesar isso na hora de escolher o nome da sua empresa.

 

Sua marca tem vida, então pense nisso na hora de escolher o seu nome

Mesmo sendo um nome profissional, a sua marca vai ter uma vida e autoridade por si só.

Isso quer dizer que as pessoas vão procurar quem está atrás daquela marca de qualquer maneira, mesmo sendo um nome profissional, mas ela precisa ter uma autonomia se for um nome profissional.

Reflita:

  1. Quero que tudo esteja atrelado ao meu nome ou quero construir uma empresa com personalidade própria?
  2. Quero ter a liberdade de criar novos projetos sem estar preso a uma autoridade construída em cima do meu nome?
  3. O que vai gerar mais oportunidade: um nome pessoal forte ou um nome profissional forte? Ou ainda, escolher um nome pessoal forte junto com um nome profissional forte será mais vantajoso?

Para entender um pouco mais sobre isso, leia esse post aqui sobre Branding!

 

Partindo para a ação

Pense e pese todas essas questões.

Sim, escolher o nome para o seu negócio não é fácil, mas você pode dar os primeiros passos pensando em tudo isso.

Mas lembre-se: tudo envolve decisão e direção e percepção é lei!

 

Espero ter te ajudado!

 

Até a próxima,

 

Gabi Archetti.